sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

O Destino de Júpiter [2015]



O Destino de Júpiter (2015)  


Diretores:

  ( The Wachowskis),  ( The Wachowskis)

Roteiro:

  ( The Wachowskis),  (The Wachowskis)
Duração: 127 min  /  Filme visto dia 01/01/2016


Breve comentário: Só lembro de ter visto um filme tão vazio com uma embalagem tão pretensiosa em 1999 com "As Loucas Aventuras de James West" de Barry Sonnenfeld, filme este que sofria do mesmo mal deste "O Destino de Júpiter"; ação vertiginosa, embalagem hiperbolizada por efeitos, mas com atuações e narrativa muito distantes da pretensão dos diretores. Os irmãos Wachowski desde Matrix (1999) continuam tentando lançar algum filme com o mesmo alcance do feitio revolucionário e avassalador que o filme de Neo, Morpheus e Trinity alcançou no final do século XX para o início do século XXI. 

Este "O Destino de Júpiter" tem no elenco principal Mila Kunis, que sem carisma algum para o papel interpreta uma faxineira chamada Jupiter Jones, que é na verdade uma alienígena que está sendo disputada por uma família que controla as ações do universo e disputam tempo, poder e planetas inteiros. Para protegê-la é enviado um caçador chamado Caine Wise, interpretado por Channing Tatum, que fará de tudo para salvar sua vida e conseguir de volta suas asas mecânicas e seu cargo de respeito, perdidos após um momento emocional no qual infringiu a lei. Vale ressaltar ainda a atuação cheia de chiliques e canastrona do recém-oscarizado Eddie Redmayne, interpretando o histérico Balem Abrasax. O filme entretanto deve agradar o público adolescente que curte filmes como Transformers e suas sequências cada vez mais irritantes. A pretensão dos Wachowski seria transformar o longa numa trilogia, mas depois de tostarem U$ 176 milhões de dólares e arrecadarem pouco mais de U$ 180, não sei se teremos alguma continuação da pretensa saga espacial.

O filme ganha duas estrelas pelo esforço da equipe de efeitos especiais e do constante invenstimento dos Wachowski em buscar inovações no campo dos efeitos visuais e digitais no cinema. Nas curiosidades abaixo eu coloco um link para o site fxguide no qual podemos acompanhar o processo de elaboração de um dos efeitos mais trabalhosos do filme, feito com um mecanismo composto por seis câmeras acoplado a um helicóptero sobrevoando a cidade de Chicago.

Obs: Um dos comentários mais hilariantes postados no vídeo do Honest Trailers no Youtube foi "Eu vou me lembrar desse filme quando eu estiver no sanitário". A piada só será entendida por quem logicamente assistir ao filme e o hilariante vídeo criado pelo Honest Trailers satirizando o longa.

Curiosidades: O supervisor de efeitos visuais Dan Glass, que trabalha com os irmãos Wachowski desde Matrix Reloaded (2003), revelou que a arquitetura espacial de O Destino de Jupiter foi inspirada nas catedrais góticas e no estilo europeu da renascença (período histórico do renascimento cultural entre os séculos XIV e XVII). 

Vale a pena acessar o site FXguide e conferir como foram feitos os efeitos da luta inicial de Caine Wise em Chicago.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Análise de algumas cenas do filme



Jupiter Jones (Mila Kunis) limpando sanitário em uma cena que se repete em alguns momentos do filme para demonstrar a vida dura que a personagem leva na terra. Ela serviu entretanto de piada para o vídeo do Honest Trailers no Screen Junkie.









_______________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário