segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Lunar [2009]


Lunar/Moon (2009)  


Diretor:

 

Roteiro:

  (story), 
Duração: 97 min  /  Filme revisto dia 28/12/2015


Por Wendell Borges 


Breve comentário: Lunar é um daqueles filmes que se sustentam fortemente na ideia central da trama, discussões éticas em torno dos limites da manipulação genética em seres humanos, implantação de memórias e sua utilização por empresas. Outro ponto forte fica a cargo do carisma do ator Sam Rockwell, na pele do personagem Sam Bell. Além desses elementos citados, uma instigante trilha sonora assinada por Clint Mansell, que tem no currículo filmes como Cisne Negro (2010) e Réquiem para um sonho (2000) e a bela direção de arte assinada por Hideki Arichi. 

A exploração dessas ideias nos fazem pensar sobre a vida de uma forma contundente, principalmente sobre nossas memórias e o que nos define como seres humanos. Outro fato que impressiona é o orçamento do filme, apenas U$ 5 milhões foram gastos na produção, o que parece ter sido o motivo para a Sony não se preocupar em gastar muito com o marketing do filme, ele nem ao menos foi lançado nos cinemas do Brasil, vindo direto para o mercado de home video; e onde foi lançado, reunindo a bilheteria inglesa, americana e europeia, arrecadou mais de U$ 9 milhões (dados do Box Office Mojo).

SinopseDurante quase três anos Sam Bell cumpriu seu contrato com a empresa Lunar Industries, uma mineradora que opera no lado oculto da Lua, extraindo Hélio 3, um material que se tornou a principal fonte de energia da Terra. Como companhia de Sam existe o robô-computador chamado Gerty (Voz de Kevin Spacey). Próximo ao final de seu isolamento, entretanto, Sam parece estar sofrendo de algum tipo de paranoia, até que a verdade sobre sua estadia na Lua começa a ser revelada.

Curiosidades: É o filme de estreia do filho de David Bowie, o cineasta Duncan Jones.

A voz do sistema operacional GERTY é do ator Kevin Spacey.


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Análise de algumas cenas do filme


O cuidado com alguns detalhes do filme fazem toda a diferença. Em determinado momento aparece a revista Take Off nº 15 no cenário do filme, trata-se de uma revista especializada em aeronaves que realmente é publicada.








_____________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário